Notícias Associadas

Eletrosul: Especialista em energia eólica lança segunda edição de livro técnico

14/08/2013
Fonte: Assessoria de Comunicação Social e Marketing – ACS
Ass. de Imprensa: Andrea Lombardo: (48) 3231-7269 | (11) 7707-6027 | andrea.lombardo@eletrosul.gov.br
Coordenador: Jonatas Andrade: (48) 3231-7917 | (11) 7705-1657 | jonatas.silva@eletrosul.gov.br

Especialista em energia eólica lança segunda edição de livro técnico

Atualização das informações reflete nova realidade do mercado brasileiro

A publicação que, há quatro anos, ajudou a suprir a carência do meio acadêmico e técnico de referências bibliográficas sobre geração eólica no Brasil, acabou de ser lançada em uma segunda edição. O livro “Energia Eólica para Produção de Energia Elétrica” é de autoria do engenheiro eletricista Ronaldo dos Santos Custódio, diretor de Engenharia e Operação da Eletrosul. O estudioso do tema se tornou executivo e pôde concretizar o conhecimento acumulado ao longo de quase 15 anos ao coordenar o projeto e a implantação de três complexos eólicos da empresa. O lançamento aconteceu na manhã desta quarta-feira (14/08), em Brasília (DF), durante evento promovido pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica) e Associação Brasileira de Geração de Energia Limpa (Abragel), que contou com as presenças do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, e da ministra de Meio Ambiente, Izabella Teixeira.

O livro, que foi a primeira publicação técnica na língua portuguesa sobre o tema, tem 340 páginas e está estruturado em 12 capítulos, que trazem parâmetros técnicos objetivos para a implantação de parques eólicos. A publicação detalha aspectos a serem considerados nos projetos como, por exemplo, a geografia do terreno e sua influência no vento, a disposição dos aerogeradores no parque eólico e a distância entre as máquinas para maior eficiência da usina, tipos de equipamentos, custos, além de estudos de conexão à rede.

Nessa atualização do conteúdo do livro, Custódio buscou inserir informações sobre a nova realidade do mercado de energia eólica. No lançamento da primeira edição, o segmento ainda era incipiente no Brasil. “Quando escrevi o primeiro livro, não tinha leilão de eólica e as referências de custo eram frágeis, pois havia apenas o Proinfa, que oferecia subsídios. Hoje, tendo um mercado consolidado, a percepção de custo e de logística é muito mais precisa. Os conceitos básicos não mudaram, mas a tecnologia melhorou e as questões ambientais e econômicas evoluíram bastante. Tudo isso eu tentei reproduzir nessa segunda edição”, lembrou o executivo.

Outro diferencial foi o aprendizado prático. “Hoje, eu tenho a experiência de implantar um parque eólico. No lançamento da primeira edição, eu era acadêmico. Já tinha trabalhado no Atlas Eólico do Rio Grande do Sul, em campanhas de medição de vento, projetos, mas nunca tinha construído um parque”, acrescentou Custódio.

Para o executivo, com as perspectivas reais de ampliação da participação da eólica na matriz elétrica mundial, não foi apenas o mercado que ganhou novo ritmo. “Abriu-se o mercado americano que não existia e que está oferecendo muita informação, principalmente da estruturação e dos custos. Buscar referências técnicas foi muito mais fácil agora. Tem muito mais oferta de publicação do que tinha na primeira edição. O que é um bom sinal. Sinal que a eólica não só no Brasil, mas no mundo está se consolidando.”

Referência
O diretor de Engenharia e Operação da Eletrosul, Ronaldo dos Santos Custódio, é hoje uma das principais referências em energia eólica no Brasil. Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Maria (RS) e mestre em Engenharia Elétrica pela PUCRS, fez especialização em energia eólica no Centro de Pesquisas de Energia, em Petten, na Holanda, em 2000. Um ano antes, foi cedido para a Secretaria de Energia, Minas e Comunicações do Rio Grande do Sul, onde coordenou o Grupo de Energia Eólica e foi um dos idealizadores do Atlas Eólico do Estado, publicado em 2002. Sete anos mais tarde, com apoio da Eletrobras, lançou o primeiro livro técnico em português sobre energia eólica. Os cinco mil exemplares da primeira edição foram distribuídos entre universidades e empresas do setor elétrico. A dissertação de mestrado, que demandou bastante esforço em razão da bibliografia escassa, serviu de inspiração para o lançamento do livro. “Optei por fazer a parte teórica mais robusta, até pela novidade do tema. E surgiu daí a ideia de transformar esses estudos em um livro, que pudesse ser aproveitado por outros acadêmicos e profissionais da área”, relatou Custódio.

Investimentos
Com os investimentos em energia eólica, que somam cerca de R$ 1,3 bilhão, a Eletrosul se consolida como maior estatal do setor elétrico nesse segmento. O primeiro complexo eólico da empresa em Sant’Ana do Livramento (RS) – Cerro Chato – tem 90 megawatts (MW) de potência instalada em operação e chegará a 168 MW com ampliação em andamento.

A Eletrosul está construindo ainda o Complexo Geribatu (258 MW) em Santa Vitória do Palmar, um dos maiores empreendimentos eólicos da América Latina, e também está implantando outro empreendimento, com 144 MW, no município de Chuí, no extremo sul gaúcho.

Os dados atuais de geração eólica no Brasil mostram que a aposta da Eletrosul no potencial do extremo Sul do País foi acertada. O Rio Grande do Sul já é o terceiro maior estado em capacidade instalada, com 440 MW, depois do Rio Grande do Norte (727 MW) e Ceará (588 MW).

A Eletrosul tem prospectados, pelo menos, outros mil megawatts em sítios eólicos no Rio Grande do Sul. Recentemente, a empresa firmou um termo de cooperação com o município de Rio Grande para formação de um centro de excelência em energia eólica na região, que fomente o desenvolvimento tecnológico e profissional no segmento eólico.

Ficha Técnica
Energia Eólica para Produção de Energia Elétrica - 2ª edição
Autor: Ronaldo dos Santos Custódio
Conteúdo: 340 páginas
Editora: Synergia Editora
Coeditora: ACTA Editora
Apoio: ABEEólica




[ topo ]