Notícias Associadas

Cemig: Semana Nacional de Segurança orienta população sobre riscos da energia elétrica

12/08/2013
Fonte: Cemig Imprensa

Semana Nacional de Segurança orienta população sobre riscos da energia elétrica

Número de vítimas de acidentes no Estado registra diminuição de 49%

O número de vítimas de acidentes em ocorrências envolvendo a rede elétrica no Estado apresentou em 2012 uma redução de 49% em relação ao ano anterior, segundo informações da Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig. Essa diminuição é um dos objetivos da Semana Nacional de Segurança da População com Energia Elétrica, que acontece de 12 a 18 de agosto em todo o Brasil. A iniciativa é da Associação Brasileira de Distribuidores de Energia Elétrica (Abradee), em parceria com 50 concessionárias, entre elas a Cemig.

A partir de hoje (12/8), a Empresa realiza, em 42 municípios de Minas Gerais, palestras educativas em escolas, áreas rurais e canteiros de obras da construção civil, com o objetivo de informar as pessoas sobre os riscos da energia elétrica e os cuidados que devem ser tomados. Além disso, haverá blitze com distribuição de cartilhas e folhetos explicativos. Os locais escolhidos foram aqueles que registraram o maior número de acidentes nos últimos quatro anos.

De acordo com o diretor de Distribuição e Comercialização da Cemig, Ricardo José Charbel, o objetivo da Semana é conscientizar a população para o uso seguro da energia elétrica e sua responsabilidade na prevenção dos acidentes. “Trata-se de uma oportunidade de a Empresa estar mais próxima da população e demonstrar que o conforto proporcionado pela energia elétrica pode ser obtido com toda a segurança”, afirma.

Números

Dados da Cemig demonstram que, historicamente, 70% dos acidentes registrados com a população envolvendo a Companhia são de origem elétrica, com destaque para a construção civil informal, em que ocorre o toque de objetos na rede elétrica. Em 2012, das 111 vítimas de acidente na área de concessão da Companhia, 78 tiveram envolvimento com a rede elétrica, resultando em 23 mortes.

Conforme informações da Abradee, no ano passado, em todo o Brasil, 818 pessoas acidentaram-se por contato com os fios da rede. Dessas vítimas, 293 morreram. O número de acidentados e mortes representa uma redução em relação a 2011, quando foram registrados 856 e 315, respectivamente.

Em Minas Gerais, os acidentes mais frequentes, além daqueles observados na construção civil, são a poda de árvores realizada sem equipamentos e técnicas adequados, o contato com cabos partidos e a falta de observação das distâncias de segurança no uso de máquinas agrícolas. “Esses acidentes estão associados, na maioria dos casos, ao contato ou aproximação à rede da Cemig de ferramentas, equipamentos e materiais de grande porte, utilizados em canteiros de obras, e o trabalho da Empresa está fortemente associado a orientações que previnam esses manuseios indevidos”, explica o diretor de Distribuição e Comercialização.

Para contribuir com a redução do número de acidentes, a Cemig já realiza a Campanha Externa de Prevenção de Acidentes com a População (Cepap), cujas ações intensificam-se durante a Semana Nacional de Segurança. A campanha acontece ao longo do ano, quando são realizadas palestras em escolas e em canteiros de obra. Em 2012, essas ações alcançaram cerca de 2 milhões de pessoas em toda a área de concessão da Companhia.

Campanha

Com o slogan “Segurança – Escolha a Vida”, a VIII Semana Nacional de Segurança da População com Energia Elétrica foca em seis temas: instalação de antena de TV; equipamentos agrícolas; prática de soltar pipa/papagaio; construção ou manutenção predial; furto de energia e poda de árvores. Nesses casos, a informação e a conscientização da população sobre os riscos envolvidos e como evitá-los é fator decisivo na prevenção. A intenção da Abradee é alcançar cerca de 160 milhões de pessoas em todo o País.

De acordo com o presidente da Abradee, Nelson Fonseca Leite, uma análise dos dados desagregados mostra que, dos quatro tipos de ocorrências abordados na campanha, os dois mais críticos são construção e manutenção predial e ligações elétricas clandestinas. Nos últimos doze anos, em média, ocorreram 80 mortes por ano nas atividades de construção e manutenção predial e 40 mortes devido a furto de energia.

Dicas

Antena de TV: ao instalar ou consertar antenas, cuidado com a rede elétrica. Escolha um lugar afastado dos fios, sempre quando o tempo estiver bom. Caso a antena caia na rede, nunca tente segurá-la ou recuperá-la.

Área rural: esteja sempre atento para evitar acidentes com máquinas agrícolas movimentadas próximas da rede elétrica. E nunca faça queimadas, nem deixe a vegetação chegar perto dos fios e postes.

Poda de árvores: nunca faça poda de árvores. Entre em contanto com a prefeitura de sua cidade e solicite o serviço. A poda de árvores deve ser realizada somente por profissionais preparados e qualificados.

Pipas: empine pipas em locais abertos e afastados da rede elétrica. Jamais use fios metálicos ou cerol e, caso a pipa fique presa, não tente resgatá-la.

Construção ou manutenção predial: ao construir ou reformar, mantenha uma distância segura da rede elétrica, principalmente ao movimentar materiais metálicos, como barras de ferro e arames. Consulte sempre um profissional capacitado para esse tipo de serviço.

Ligação clandestina (gato): furtar energia é muito perigoso. Além de ser um crime, provoca acidentes e coloca vidas em risco. Fique sempre longe da rede elétrica e não faça ligações clandestinas.



[ topo ]