Notícias Associadas

No Dia Mundial da Água, Cemig e UFLA se unem para preservar o Rio Grande

22/03/2013
Fonte: CEMIG

Nesta sexta-feira (22/3), Dia Mundial da Água, a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig assinou convênio com a Universidade Federal de Lavras (UFLA) para o desenvolvimento de um projeto de pesquisa e desenvolvimento (P&D) nos próximos três anos, que inclui um estudo global da Bacia do Rio Grande, onde estão localizadas importantes usinas hidrelétricas da Cemig e de outras concessionárias, como Volta Grande, Camargos, Itutinga, e Furnas. No Pontal do Triângulo, o Rio Grande se junta ao Paranaíba, formando o Rio Paraná, onde se localizam outras grandes usinas, como Itaipu.

O presidente da Cemig, Djalma Bastos de Morais, destacou a importância da preservação dos recursos naturais, especialmente a água, que vem tendo grande destaque nas últimas semanas, lembrando que a parceria entre as duas instituições está completando 25 anos em projetos de reflorestamento, produção florestal, manejo da ictiofauna e produção pesqueira, tendo sido parceiras na implantação do Centro de Excelência em Matas Ciliares (Cemac) da UFLA. “As duas equipes, a nossa e a da universidade, são extremamente compromissadas com o desenvolvimento ambiental do Estado e do País”, disse Djalma Morais.

Para o reitor da UFLA, José Roberto Soares Scolforo, “nesses 25 anos de parceria, na área de peixes e vegetação, foram obtidas boas conquistas, contribuindo também para o aprendizado de tecnologias ambientais”, afirmou o reitor.

Qualidade ambiental

O projeto de P&D, no valor de R$ 5,5 milhões, permitirá a definição e implementação de ações que melhorem a qualidade ambiental da Bacia do Rio Grande, orientando ações tanto da Cemig quanto de outros empreendedores, o que permitirá economia e otimização de recursos ampliando significativamente os resultados de programas ambientais.

Entre os produtos previstos, está um mapa de recomendação de espécies e boas práticas de manejo para uso e conservação do solo e da água nos diferentes ambientes, o que vai possibilitar um planejamento estratégico para a revitalização de uma das mais importantes bacias hidrográficas do País.

A UFLA irá desenvolver ainda, em conjunto com a Cemig, um novo modelo de gestão das Estações Ambientais de Volta Grande e Itutinga, que permitirá a ampliação dos resultados ambientais já alcançados, através do desenvolvimento de novos projetos de geração de conhecimento e otimização de processos produtivos

de mudas e alevinos.

O projeto será desenvolvido por uma equipe de 15 pesquisadores da UFLA, sob a coordenação do professor José Roberto Scolforo. As análises serão processadas no Laboratório de Estudos e Projetos em Manejo Florestal (Lemaf), referência no desenvolvimento de grandes projetos ambientais e terão a colaboração do Cemac.



[ topo ]